Vinho tinto Tarapaca Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2015
Chile
Vale do Maipo, Chile

Vinho tinto Tarapaca Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2017

É, simplesmente, o mais apreciado Gran Reserva Cabernet Sauvignon pelos chilenos e também faz muito sucesso no Brasil. Este tinto tem notas expressivas e intensas de frutas vermelhas, como cereja e framboesa, e de frutas pretas maduras, como ameixa, amora e cassis. Esses aromas frutados se mesclam harmoniosamente com os de especiarias: pimenta preta e toques sutis de folhas de louro. O envelhecimento em barricas de carvalho entregou ao vinho notas agradáveis e doces, como caramelo, toffee e baunilha. É um vinho estruturado, com corpo médio, taninos maduros e macios e boa amplitude. Muito saboroso, também é dominado, na boca, pelos aromas frutados.

Harmonizações:
Queijos maduros como Manchego e Emmental, carnes vermelhas como lombo, bife e entrecôte, e risoto de funghi.
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$121,90
R$112,90

Em até 3x de R$37,63 s/ juros

É, simplesmente, o mais apreciado Gran Reserva Cabernet Sauvignon pelos chilenos e também faz muito sucesso no Brasil. Este tinto tem notas expressivas e intensas de frutas vermelhas, como cereja e framboesa, e de frutas pretas maduras, como ameixa, amora e cassis. Esses aromas frutados se mesclam harmoniosamente com os de especiarias: pimenta preta e toques sutis de folhas de louro. O envelhecimento em barricas de carvalho entregou ao vinho notas agradáveis e doces, como caramelo, toffee e baunilha. É um vinho estruturado, com corpo médio, taninos maduros e macios e boa amplitude. Muito saboroso, também é dominado, na boca, pelos aromas frutados.
Mais informações
País: Chile
Região:
Produtor:
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Vinho tinto Tarapaca Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2015

Parte da colheita é manual e parte realizada por máquinas (à noite). Foi feita uma maceração pré-fermentativa a 12°C, por 72 a 96 horas e, após a fermentação alcoólica (26-28°C), uma maceração pós-fermentativa durante 10 dias, aproximadamente. Finalmente, o vinho é colocado nas barricas – de carvalho americano e francês; 20% novas e 80% usadas -, durante 12 meses, para a maturação e a fermentação malolática.

Queijos maduros como Manchego e Emmental, carnes vermelhas como lombo, bife e entrecôte, e risoto de funghi.

Fundada em 1874, a Viña Tarapacá imediatamente despontou entre os nomes fortes do vinho chileno – já em 1876 conquistara um importante prêmio nos Estados Unidos e, atualmente, seus vinhos Gran Reserva Etiqueta Negra, Gran Reserva Etiqueta Azul e Tara.Pakay são grandes referências entre os tintos do Novo Mundo. O cartão de visitas da vinícola é a linda Casona, uma construção erguida em 1927 em estilo toscano, a 80 km de Santiago. Os vinhedos emolduram a estrada que leva até essa casa de conto de fadas e ocupam um território singular do Vale do Maipo, que é o berço da vitivinicultura chilena e conhecido como um terroir exemplar para as uvas tintas, especialmente a Cabernet Sauvignon. A Viña Tarapacá possui 600 hectares de vinhas ali, mesmo assim não deixou de garimpar novos territórios. Os vales de Casablanca, Leyda e San António passaram a originar brancos puros, aromáticos e frescos e também tintos delicados à base da Pinot Noir sob a chancela da Tarapacá. As linhas Cosecha e Léon de Tarapacá são célebres “best buys”. Já a Gran Reserva revela a expressão máxima de cada variedade cultivada nos terroirs chilenos. Entre os tintos de alta gama, o Tara.Pakay é elaborado apenas nas grandes safras. O Gran Reserva Etiqueta Negra se tornou um clássico, uma das mais elogiadas versões da uva Cabernet Sauvignon do Chile, e o Gran Reserva Etiqueta Azul já nasceu como um dos grandes tintos do país.