Vinho tinto Salentein Reserve Malbec
Argentina
Mendoza, Argentina

Vinho tinto Salentein Reserve Malbec

Salentein Reserve Malbec, produzido a partir de vinhedos próprios no privilegiado terroir do Vale do Uco, em Mendoza, é um vinho tinto Malbec tipicamente argentino, ou seja, intenso e encorpado. Com 12 meses de envelhecimento em barricas de carvalho, mostra camadas de aromas e sabores, intercalando ameixa, amora, notas florais e de tabaco. Na boca, mantém o estilo sofisticado, é denso, tem taninos finos e acidez e álcool na medida certa.

Harmonizações:
Carnes vermelhas, massas com molho vermelho e queijos.
JS
92
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$146,00
R$132,00

Em até 3x de R$44,00 s/ juros

Pioneira na privilegiada região do Vale do Uco, em Mendoza, a vinícola Salentein conta com dois grandes nomes do mundo do vinho na produção de seus tintos e brancos: o enólogo argentino Pepe Galante e o norte-americano Paul Hobbs
Mais informações
País: Argentina
Região:
Uva: Malbec
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2017
JS
92
Vinho tinto Salentein Reserve Malbec

As uvas Malbec são cultivadas em vinhedos próprios, localizados no Vale de Uco. Após a colheita, elas seguem uma vinificação tradicional com maturação em barricas de carvalho por doze a catorze meses.

Carnes vermelhas, massas com molho vermelho e queijos.

Pioneira no Vale de Uco, a Salentein é uma das mais dinâmicas bodegas da Argentina. Pertence a um grupo de origem holandesa que se estabeleceu no país em 1992 e ajudou a mudar o rumo dos vinhos argentinos, posicionando-os entre os mais apreciados do mundo. Sua filosofia valoriza as uvas clássicas da região e segue a visão europeia de produção vitivinícola, mas com atenção à tecnologia. Recentemente, a Salentein inaugurou uma nova fase marcada pela contratação de dois “pesos-pesados” da enologia mundial: Pepe Galante, um dos mais renomados enólogos argentinos, é o responsável pela produção dos vinhos de todo o grupo, e o norte-americano Paul Hobbs, que tem enorme experiência na Argentina, assumiu como consultor, ajudando a tornar os vinhos da Salentein mais fáceis de beber desde jovens. O edifício da bodega é uma atração à parte. Fica bem centro dos vinhedos e exibe uma arquitetura em forma de cruz em dois níveis, o primeiro abriga as cubas de inox e carvalho francês usadas para a fermentação dos vinhos e, no subterrâneo, a 8 metros de profundidade, fica a cave com 5 mil barricas de carvalho francês nas quais os vinhos envelhecem.