Vinho tinto Puro
Portugal
Douro, Portugal

Vinho tinto Puro

O vinho tinto Puro é o segundo vinho do portfólio de Jorge Rosas, mas mostra a classe dos grandes vinhos tintos do Douro. Tem ótima concentração de fruta, lembrando ameixas pretas e amoras, além de notas florais, chocolate e especiarias. Na boca é equilibrado, frutado, com taninos firmes que conferem uma textura irresistível ao vinho. Resultado do corte das uvas Touriga Nacional e Touriga Franca, com estágio de 12 meses em barricas usadas de carvalho francês, este vinho tinto é a expressão autêntica de seu terroir.

Harmonizações:
Pratos de carne vermelha e enchidos.
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$235,00
R$198,00

Em até 3x de R$66,00 s/ juros

O vinho tinto Puro é o segundo vinho do portfólio de Jorge Rosas, mas mostra a classe dos grandes vinhos tintos do Douro. Tem ótima concentração de fruta, lembrando ameixas pretas e amoras, além de notas florais, chocolate e especiarias. Na boca é equilibrado, frutado, com taninos firmes que conferem uma textura irresistível ao vinho. Resultado do corte das uvas Touriga Nacional e Touriga Franca, com estágio de 12 meses em barricas usadas de carvalho francês, este vinho tinto é a expressão autêntica de seu terroir.
Mais informações
País: Portugal
Região:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2015
Vinho tinto Puro

As uvas são colhidas e transportadas para a adega em pequenas caixas de 20Kg. As fermentações foram feitas em pequenas cubas de inox com temperatura controlada. O vinho passou por estágio em barricas de carvalho francês (usadas) durante 12 meses.

Pratos de carne vermelha e enchidos.

Jorge Rosas tem o sangue da família Ramos Pinto nas veias – é bisneto de António Ramos Pinto, irmão e sócio de Adriano, fundador da secular casa de Vinho do Porto. Seu pai, José António Ramos Pinto Rosas é outra figura respeitada, entrou para a história como o “Papa do Douro” graças a sua enorme dedicação ao desenvolvimento da viticultura nessa região demarcada. Jorge Rosas cresceu entre os socalcos do Douro e herdou, em 1996, a Quinta da Touriga, uma propriedade na subregião do Douro Superior. Os 10 hectares de vinhedos haviam sido plantados pelo pai, que ambicionava fazer no antigo monte abandonado, adquirido no início dos anos 1990, sua “quinta perfeita”. José António foi visionário ao apostar no Douro Superior e ao plantar grande parte dos vinhedos (80%) com a casta Touriga Nacional, que naquela época ainda não tinha o prestígio de agora. Jorge deu continuidade ao sonho do pai, produzindo a partir da colheita 2001 um vinho tinto excepcional, que se consagrou entre os grandes vinhos portugueses: o Quinta da Touriga Chã (chã significa planalto). O vinho tinto Puro, segundo vinho de Jorge Rosas, foi concebido em homenagem ao bisavô António Ramos Pinto, e espelha a filosofia não-intervencionista do produtor. Perfeccionista ao extremo, Jorge Rosas vem se destacando como um nome forte no panorama do vinho português, assinando exemplares de pequena produção e cheios de complexidade e caráter.