Itália
Piemonte, Itália

Vinho tinto Gaja Barolo Dagromis

Gaja Barolo Dagromis é um Barolo de altíssimo nível, assinado pelo genial produtor Angelo Gaja. É elaborado com uvas Nebbiolo de vinhedos situados em La Morra e foi concebido em homenagem à família Gromis, de quem Gaja adquiriu a propriedade em 1995. Trata-se de um vinho tinto denso e cheio de classe, com camadas de aromas de frutas vermelhas, especiarias, alcaçuz, ervas, flores e toques balsâmicos. Na boca, tem textura de taninos sedosos e um longo final. Mais uma obra-prima do premiado produtor italiano Angelo Gaja.

Harmonizações:
Carnes, cordeiro e caça.
5 (100%) 1 vote
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$1.050,00
R$930,00

Em até 3x de R$310,00 s/ juros

Gaja Barolo Dagromis é um Barolo de vinhedo único concebido por um dos produtores mais premiados da Itália: Angelo Gaja
Mais informações
País: Itália
Região:
Produtor:
Uva: Nebbiolo
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2013

Tradicional, em tanques de aço inoxidável com controle de temperatura. O vinho matura durante doze meses em barricas de carvalho e por mais doze meses em grandes cascos de carvalho.

Carnes, cordeiro e caça.

Angelo Gaja é, sem dúvida, um dos maiores embaixadores do vinho italiano, reconhecido por ter revolucionado o panorama vitivinícola nacional nos últimos 30 anos. Não é à toa que acumula o título “Homem do Ano”, concedido por publicações reputadas, como a Decanter e a Wine Spectator. Descendente de uma tradicional família de produtores de vinho do Piemonte, ele assumiu o negócio familiar na década de 1960, mas em vez de se contentar em manter o “status quo” – que já era bem-sucedido -, decidiu inovar, produzindo vinhos mais sofisticados e equilibrados, de apelo internacional. Para isso, replantou muitos vinhedos, introduziu tecnologia na vinificação com a adoção de tanques de aço inoxidável com controle de temperatura, além de passar a envelhecer os vinhos em barricas de carvalho. Angelo Gaja também é conhecido por elaborar vinhos Barbaresco de vinhedo único, apresentando um nível de qualidade superior para a categoria, além de plantar uvas francesas Cabernet Sauvignon e Chardonnay no Piemonte. A vinícola localizada em Barbaresco, no coração da zona de Langhe, possui vinhedos em diferentes denominações do Piemonte – Barbaresco e Barolo –, totalizando atualmente mais de 100 hectares divididos em 32 parcelas. Outro “atrevimento” de Gaja foi “invadir” a Toscana na década de 1990, adquirindo uma propriedade histórica, Pieve Santa Restituta, em Montalcino, e, logo em seguida, a Ca’Marcanda, em Bolgheri. Atualmente, ele é apoiado pelas filhas Gaia e Rossana na elaboração dos vinhos que compõem seu elogiado portfólio e também na gestão dos negócios.