Chile
Apalta, Chile

Vinho tinto Caballo Loco Grand Cru Apalta

Caballo Loco Grand Cru Apalta faz parte da icônica coleção de vinhos tintos Caballo Loco, produzidos pela vinícola Viña Valdivieso. Como o nome indica, este é um vinho tinto produzido a partir de uvas (Cabernet Sauvignon e Carménère) cultivadas em um terroir excepcional: Apalta. A ausência de chuva no período de maturação das uvas e a enorme amplitude térmica, além de uma vinificação meticulosa, resultam num exemplar Caballo Loco Grand Cru maravilhosamente complexo. Trata-se de um vinho cheio de nuances, com destaque para as notas de frutas pretas maduras, como groselha e cereja, além de camadas de especiarias doces. Na boca é estruturado, elegante, com taninos macios e um final longo e persistente.

Harmonizações:
Ideal na companhia de carnes como cordeiro, pato e porco, risotos ricos, massas com molho condimentado e aves de caça.
GD
93
5 (100%) 2 votes
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$404,00
R$278,90

Em até 3x de R$92,97 s/ juros

O mítico terroir de Apalta, no Vale de Colchagua, é o berço deste maravilhoso vinho tinto chileno, um verdadeiro Grand Cru!
Mais informações
País: Chile
Região:
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2015
GD
93

A colheita das uvas é manual e os bagos passam por uma cuidadosa seleção. A fermentação é feita em tanques abertos com remontagens e temperatura controlada para se obter uma suave e completa extração de pigmentos e ingredientes da casca da uva. Em seguida, o vinho é submetido à maceração pós-fermentativa durante 21 dias. Então, amadurece por dezoito meses em barricas de carvalho francês.

Ideal na companhia de carnes como cordeiro, pato e porco, risotos ricos, massas com molho condimentado e aves de caça.

A Viña Valdivieso remonta a 1879, quando Alberto Valdivieso fundou a “Champagne Valdivieso”, primeira empresa no Chile e na América do Sul a produzir vinho espumante. Passados mais de 100 anos, no final de 1980, a empresa tomou um novo e bem-sucedido rumo, investindo na elaboração de vinhos finos, numa época em que o Chile se abria para o mercado internacional. Com um novo nome - Viña Valdivieso - e estabelecida no Vale de Curicó, mais precisamente em Lontué, a vinícola dedicou os primeiros esforços na busca dos melhores vinhedos para originar vinhos de alta qualidade e tipicidade. Já no processo de vinificação, o objetivo desde o início foi o de respeitar o caráter de cada variedade com o mínimo de intervenção possível. E no envelhecimento em barrica, procura-se, até hoje, o equilíbrio entre madeira e fruta. Com essa filosofia em mente, a Viña Valdivieso rapidamente foi alçada entre os mais reputados produtores do Chile, sendo reconhecida pelos seus vinhos complexos e autênticos, especialmente pela linha Caballo Loco, que ajudou a posicionar o Chile entre os melhores países produtores do mundo. O Caballo Loco é uma criação do enólogo Luis Simmian que, no início da década de 1990, foi contratado pela Valdivieso com a missão de elaborar vinhos de alta qualidade. Ao avaliar os vinhos disponíveis na vinícola, de diferentes safras e variedades, que estagiavam em barris de carvalho, ele resolveu mesclar vários deles. Resultado: surgira um vinho tinto extraordinário que acabou sendo engarrafado em 1995, dando origem ao Caballo Loco “número 1”, um corte de vinhos de safras entre 1992 e 1994 e das variedades Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Pinot Noir. Fez tanto sucesso ao ponto de conquistar medalha de prata na Vinexpo, em Bordeaux, o que motivou a Valdivieso a dar continuidade ao projeto. A cada ano, surge um novo Caballo Loco numerado e também resultado da mescla de safras e uvas diferentes, conforme a escolha do enólogo. Trata-se, assim, de um vinho tinto original, que foge completamente ao padrão. Uma outra curiosidade é seu nome. Caballo Loco foi escolhido em homenagem a Jorge Coderch, um dos proprietários da Valdivieso e conhecido como Caballo Loco por suas ideias inovadoras e seu estilo ousado.