Angelica Zapata Malbec
Argentina
Mendoza, Argentina

Vinho Tinto Angelica Zapata Malbec

O Angelica Zapata Malbec é um dos destaques do portfólio da Bodega Catena Zapata, sendo muito disputado no Brasil e na Argentina. Concentrado e cheio de sabor, é resultado de uvas Malbec colhidas em diferentes vinhedos de altitude, em Mendoza. Exibe notas de frutas pretas, como ameixa, florais, de pimenta preta e cravo. No paladar é denso, rico em frutas vermelhas e com acidez refrescante. Complexo e elegante, pode envelhecer por muitos anos na garrafa.

Harmonizações:
Carnes grelhadas e de caça. Também é ótimo com queijos.
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$379,00
R$331,90

Em até 3x de R$110,63 s/ juros

O Angelica Zapata Malbec é um dos destaques do portfólio da Bodega Catena Zapata, sendo muito disputado no Brasil e na Argentina. Concentrado e cheio de sabor, é resultado de uvas Malbec colhidas em diferentes vinhedos de altitude, em Mendoza. Exibe notas de frutas pretas, como ameixa, florais, de pimenta preta e cravo. No paladar é denso, rico em frutas vermelhas e com acidez refrescante. Complexo e elegante, pode envelhecer por muitos anos na garrafa.
Mais informações
País: Argentina
Região:
Produtor:
Uva: Malbec
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2014
Angelica Zapata Malbec

As uvas que dão origem ao vinho tinto Angelica Zapata Malbec são colhidas nos vinhedos próprios da Bodega Catena Zapata e seguem para a adega, onde são vinificadas em tanques de aço inoxidável com controle de temperatura e sob a ação de leveduras selecionadas. O vinho faz a fermentação malolática completa e matura, durante 18 meses, em barricas de carvalho francês (50% novas).

Carnes grelhadas e de caça. Também é ótimo com queijos.

Catena Zapata é, indiscutivelmente, o melhor e mais reverenciado produtor da Argentina, na opinião de toda a imprensa especializada internacional, de quem recebe, frequentemente, as melhores notas e prêmios. Para a Wine Spectator, trata-se do líder de qualidade na Argentina e, para Robert Parker, Catena representa o máximo em vinhos da América do Sul. A vinícola pertence à família Catena, que tem origem italiana e se estabeleceu em Mendoza no final do século XIX. O fundador, Nicolás Catena, plantou sua primeira vinha de Malbec em 1902, mas foi seu neto, que tem o mesmo nome, quem revelou para o mundo o potencial do país para a produção de vinhos de alta gama. Nos anos 1990, Nicolás Catena investiu na identificação das melhores zonas de Mendoza para a produção de Malbec, Cabernet Sauvignon e Chardonnay, além de selecionar os melhores clones dessas cepas. Com uma matéria-prima impecável, passou a elaborar vinhos que lançaram a Argentina num novo patamar de qualidade. Atualmente, seus vinhos tintos e vinhos brancos figuram entre os melhores exemplares de todo o mundo.