Vinho Tinto Altos Las Hormigas Malbec Clásico
Argentina
Mendoza, Argentina

Vinho tinto Altos Las Hormigas Malbec Clásico

Altos Las Hormigas Malbec Clásico é elaborado por um dos melhores enólogos do mundo: o italiano Alberto Antonini, coproprietário da vinícola Altos Las Hormigas, em Mendoza. Na Argentina, Alberto Antonini se dedica a produzir vinhos tintos de Malbec de alta qualidade, em diferentes faixas de preço. O Altos Las Hormigas Malbec Clásico é uma boa compra, um exemplar de entrada de portfólio, com camadas e camadas de aromas, como ameixa, cerejas e chocolate, além de toques de maracujá. Na boca é aveludado graças aos taninos finos. Tem um estilo rico e um final marcante.

Harmonizações:
Acompanha churrasco, carnes vermelhas grelhadas com molhos intensos e paleta de cordeiro.
pontuacao
GD
91
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$121,00
R$109,00

Em até 3x de R$36,33 s/ juros

Este é um Malbec fantástico pelo preço, assinado por uma das mais caprichosas vinícolas da Argentina – Altos Las Hormigas.
Mais informações
País: Argentina
Região:
Uva: Malbec
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2017
pontuacao
GD
91
Vinho Tinto Altos Las Hormigas Malbec Clásico

As uvas que compõem o vinho tinto Alto Las Hormigas Malbec Clásico são colhidas à mão em diferentes vinhedos do Vale do Uco e vinificadas separadamente, antes do corte final. Depois de dois rigorosos processos de seleção, os melhores bagos são fermentados em cubas de aço inoxidável apenas com leveduras indígenas, ou seja, naturais. O vinho de cada cuba é frequentemente provado para se monitorar a necessidade de maior extração dos componentes da casca da uva. No final, matura por 12 meses em tanques de concreto, o que contribui para sua pureza.

Acompanha churrasco, carnes vermelhas grelhadas com molhos intensos e paleta de cordeiro.

Em 1995, o famoso enólogo italiano Alberto Antonini descobriu o potencial da uva Malbec na região de Mendoza. Foi nesse ano que ele, ao lado de Antonio Morescalchi, um jovem empresário, decidiu explorar as principais áreas vitivinícolas da Argentina, criando uma das mais respeitadas vinícolas do país, a Altos Las Hormigas. Os dois logo investiram em mais de 200 hectares de terras no distrito de Carrizal de Abajo, em Luján de Cuyo. O nome da vinícola foi inspirado numa simples constatação: quando iniciaram o cultivo das vinhas, perceberam que próximo a elas surgiam colônias de formigas, que se alimentavam dos brotos das videiras recém-plantadas. Entenderam, assim, que as formigas eram parte do ecossistema e as deixaram no campo, privilegiando uma viticultura e vinificação de mínima intervenção para obterem vinhos muito puros e que fossem a expressão de seu território. Os vinhos da Altos Las Hormigas são, atualmente, reconhecidos por serem exemplos máximos de seu terroir.