Vinho tinto Almaviva EPU 2015
Chile
Vale do Maipo, Chile

Vinho tinto Almaviva EPU 2015

vinho tinto Almaviva EPU é o segundo vinho tinto elaborado sob a chancela do projeto Almaviva – uma parceria entre os grupos Concha y Toro, do Chile, e Baron Philippe de Rothschild, da França. EPU significa número dois no idioma indígena Mapuche, sendo o vinho resultado do corte de uvas de Bordeaux: Cabernet SauvignonMerlot e Carménère. Encorpado, equilibrado e com taninos elegantes, é cheio de camadas, combinando notas de cassis e frutas vermelhas maduras com toques de baunilha, cedro e café conferidos pelo estádio de 12 meses em barricas de carvalho francês.

Harmonizações:
Carnes vermelhas, cordeiro, espaguete à bolonhesa e pratos elaborados.
GD
92
5 (100%) 2 votes
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$690,00
R$476,00

Em até 3x de R$158,67 s/ juros

vinho tinto Almaviva EPU é o segundo vinho tinto elaborado sob a chancela do projeto Almaviva – uma parceria entre os grupos Concha y Toro, do Chile, e Baron Philippe de Rothschild, da França. EPU significa número dois no idioma indígena Mapuche, sendo o vinho resultado do corte de uvas de Bordeaux: Cabernet SauvignonMerlot e Carménère. Encorpado, equilibrado e com taninos elegantes, é cheio de camadas, combinando notas de cassis e frutas vermelhas maduras com toques de baunilha, cedro e café conferidos pelo estádio de 12 meses em barricas de carvalho francês.
Mais informações
País: Chile
Região:
Produtor:
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
GD
92
Vinho tinto Almaviva EPU 2015

As uvas são cultivadas no privilegiado terroir de Puente Alto, no Vale do Maipo, e a vinificação segue a cartilha tradicional. No final, o vinho matura durante 12 meses em barricas de carvalho francês.

Carnes vermelhas, cordeiro, espaguete à bolonhesa e pratos elaborados.

A história do ícone Almaviva remonta a 1997, quando dois verdadeiros impérios do mundo do vinho - o grupo francês Baron Philippe de Rothschild e a Viña Concha y Toro - se juntaram para criar um tinto franco-chileno excepcional a partir do privilegiado terroir de Puente Alto, no Vale do Alto Maipo. Nascia assim o projeto Almaviva, que imediatamente se firmou como o mais cobiçado vinho tinto chileno, na sua primeira colheita, em 1998. Almaviva representa também o primeiro vinho do Chile criado sob o conceito de château francês, que considera um vinhedo, uma adega central única e uma equipe técnica exclusivamente dedicada à produção do grand vin.