Chile
Vale do Itata, Chile

Vinho rosé Orgânico De Martino Gallardia Cinsault

Este vinho rosé orgânico é cheio de pureza. Concebido pela tradicional vinícola chilena De Martino, por um dos grandes enólogos do país – Marcelo Retamal, o De Martino Gallardia Cinsault Orgânico é elaborado a partir de um vinhedo com mais de 30 anos de idade, cultivado de maneira sustentável no sul do Chile. No nariz, este vinho rosé mostra aromas de frutas vermelhas frescas (morango e framboesa) e um delicioso toque floral. Na boca, tem boa acidez, é frutado e muito agradável.

Harmonizações:
Ótima opção para bebericar na piscina. Também combina com salada niçoise, carpaccio bovino com lâminas de figo maduro, peixes, paella de frutos do mar e mariscos, tajine com frango, e queijos de cabra.
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$119,00
R$114,00

Em até 3x de R$38,00 s/ juros

Este vinho rosé orgânico é uma verdadeira surpresa. Produzido por meio de técnicas minimalistas, com uvas de vinhedos orgânicos localizados no sul do Chile.
Mais informações
País: Chile
Região:
Produtor:
Uva: Cinsault
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2017

As uvas são obtidas de vinhedos orgânicos, cultivados segundo a tradição do Vale de Itata, com o uso de cavalos. A colheita é manual e as uvas são desengaçadas e suavemente prensadas. Em seguida, são submetidas à maceração pré-fermentativa e, então, o mosto faz a fermentação alcoólica em cubas de aço inoxidável com controle de temperatura e sob a ação de leveduras naturais. Ao final, o vinho estabiliza nas cubas e é engarrafado, mantendo sua tipicidade e frescor.

Ótima opção para bebericar na piscina. Também combina com salada niçoise, carpaccio bovino com lâminas de figo maduro, peixes, paella de frutos do mar e mariscos, tajine com frango, e queijos de cabra.

Fundada, em 1934, no Vale do Maipo, pelo imigrante italiano Pietro De Martino, a vinícola De Martino vem se dedicando, ao longo de décadas, a elaborar vinhos nas mais diversas regiões do Chile. Seu portfólio é formado por vinhos tintos, brancos e rosés das denominações Maipo, Casablanca, Limarí, Cachapoal, Maule, Elqui e Choapa, além de exibir projetos especiais no Vale de Itata. A linha mestra da enologia da De Martino é respeitar a característica individual de cada terroir. Para isso, conta com 347 vinhedos, que são cultivados segundo os princípios da agricultura orgânica, sem o uso de substâncias químicas e sintéticas. A vinificação também é a mais natural possível, sempre com leveduras indígenas. Já o envelhecimento dos vinhos é realizado em cubas de aço inoxidável, de concreto ou em barricas usadas. Atualmente, a empresa é gerida pela quarta geração da família e conta com grandes nomes da enologia chilena: Marcelo Retamal e Eduardo Jordán, que lideram projetos arrojados.