Vinho tinto La Mora Morellino di Scansano - 2013
Itália
Toscana, Itália

Vinho tinto La Mora Morellino di Scansano – 2013

Tinto com aromas de frutas vermelhas maduras, com toque floral e notas de especiarias, como noz-moscada. No paladar, possui médio corpo, é frutado, de taninos macios, com boa acidez, notas florais e toque de especiarias. Morellino Di Scansano, de estilo moderno, é elaborado majoritariamente com a tinta representativa da região, a Sangiovese, e é um exemplar que revela toda a expertise da Cecchi em elaborar vinhos italianos.

Harmonizações:
Massa à bolonhesa, carne assada, nhoque ao ragu de cogumelos, pizzas variadas, tian de berinjela, galinhada.
pontuacao
WS
88
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$132,90
R$109,00

Em até 3x de R$36,33 s/ juros

Tinto com aromas de frutas vermelhas maduras, com toque floral e notas de especiarias, como noz-moscada. No paladar, possui médio corpo, é frutado, de taninos macios, com boa acidez, notas florais e toque de especiarias. Morellino Di Scansano, de estilo moderno, é elaborado majoritariamente com a tinta representativa da região, a Sangiovese, e é um exemplar que revela toda a expertise da Cecchi em elaborar vinhos italianos.
Mais informações
País: Itália
Região:
Produtor:
Uva: Sangiovese
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
pontuacao
WS
88
Vinho tinto La Mora Morellino di Scansano - 2013

Envelhecido em tanques de aço inox por 6 meses.

Massa à bolonhesa, carne assada, nhoque ao ragu de cogumelos, pizzas variadas, tian de berinjela, galinhada.

Foi Cecchi quem iniciou uma jornada que levou ao que agora pode ser definido como uma mistura perfeita entre inovação e tradição. É na capacidade de prever o futuro que um dos segredos do sucesso da família Cecchi estabelece; uma espécie de presente transmitida de pai para filho. Cada passo em frente feito pela adega ao longo de sua história foi precedido por experimentação cuidadosa e completa, e é o respeito pela tradição que sempre levou a família a tomar suas decisões diárias. Respeitar o ecossistema foi de mãos dadas com o crescimento da adega: um impacto ambiental mínimo é uma prerrogativa que a família escolheu buscar, a fim de proteger o futuro ecológico do habitat circundante. O centro de produção e gestão da Castellina beneficiou de contínuos investimentos conservadores, que permitiram que a adega funcionasse, respeitando as pessoas, a paisagem e o território.