Vinho Catena Alta Chardonnay
Argentina
Mendoza, Argentina

Vinho Catena Alta Chardonnay

Catena Alta Chardonnay é um vinho branco magnífico, produzido com uvas de vinhedos de altitude, a quase 1.500 metros acima do nível do mar. Isso permite uma maturação lenta e plena das uvas – assim, elas concentram moléculas que proporcionam maior complexidade de aromas e sabores no vinho. A prova é este maravilhoso vinho branco argentino de Chardonnay, com fermentação em barricas francesas. O Catena Alta Chardonnay é capaz de evoluir na garrafa por muitos anos.

Harmonizações:
Aves, Frutos do mar, Peixes
pontuacao
GD
94
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
R$341,97

Em até 3x de R$113,99 s/ juros

Já provou um vinho elaborado com uvas cultivadas a quase 1.500 metros de altitude?
Mais informações
País: Argentina
Região:
Produtor:
Uva: Chardonnay
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2018
pontuacao
GD
94
Vinho Catena Alta Chardonnay

As uvas Chardonnay do vinho branco Catena Alta Chardonnay são colhidas quando plenamente maduras, sendo 80% provenientes do vinhedo Adrianna, a 1.4500 metros de altitude, e o restante do vinhedo Domingo, que fica bem próximo. Os cachos são prensados e o mosto fermenta em barricas de 500 litros de carvalho francês por meio de leveduras indígenas e sob temperatura controlada. A maturação acontece em barricas usadas de carvalho francês, durante 14 meses, e 30% do vinho não passa pela fermentação malolática para garantir uma acidez equilibrada.

Aves, Frutos do mar, Peixes

Catena Zapata representa um divisor de águas no vinho argentino, tido como o produtor que colocou os tintos e branco do país no mais alto nível de qualidade mundial. A vinícola pertence à família Catena, que tem origem italiana e se estabeleceu em Mendoza no final do século XIX. O fundador, Nicolás Catena, plantou sua primeira vinha de Malbec em 1902, mas foi seu neto, que tem o mesmo nome, quem revelou para o mundo o potencial do país para a produção de vinhos de alta gama. Nos anos 1990, Nicolás Catena investiu na identificação das melhores zonas de Mendoza para a produção de Malbec, Cabernet Sauvignon e Chardonnay, além de selecionar os melhores clones dessas cepas. Com uma matéria-prima impecável, passou a elaborar vinhos que lançaram a Argentina num novo patamar de qualidade. Atualmente, seus vinhos tintos e vinhos brancos figuram entre os melhores exemplares de todo o mundo