Argentina
Mendoza, Argentina

Vinho branco El Enemigo Chardonnay 2016

Assinado por Alejandro Vigil, um dos mais irreverentes enólogos argentinos da atualidade, o vinho branco El Enemigo Chardonnay conferiu uma nova dimensão aos vinhos brancos de Mendoza. As uvas Chardonnay são fermentadas em barricas de carvalho francês, originando um branco intenso e cheio de caráter. No nariz, impõem-se notas de frutas cítricas e aromas minerais. Na boca é untuoso, com fruta madura e grande frescor. O El Enemigo Chardonnay é um branco sério, considerado um dos grandes destaques da Argentina.

Harmonizações:
Saladas, frutos do mar, peixes e aves brancas.
JS
98
GD
94
4.5 (90%) 2 votes
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$178,00
R$162,00

Em até 3x de R$54,00 s/ juros

Assinado por Alejandro Vigil, um dos mais irreverentes enólogos argentinos da atualidade, o vinho branco El Enemigo Chardonnay conferiu uma nova dimensão aos vinhos brancos de Mendoza. As uvas Chardonnay são fermentadas em barricas de carvalho francês, originando um branco intenso e cheio de caráter. No nariz, impõem-se notas de frutas cítricas e aromas minerais. Na boca é untuoso, com fruta madura e grande frescor. O El Enemigo Chardonnay é um branco sério, considerado um dos grandes destaques da Argentina.
Mais informações
País: Argentina
Região:
Uva: Chardonnay
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2016
JS
98
GD
94

As uvas Chardonnay são obtidas de vinhedos em Gualtallary, Tupungato, plantados em altitude. A fermentação alcoólica acontece em cubas de 500 litros de carvalho francês (35% novas) por meio de leveduras autóctones. O vinho matura durante 12 meses em barricas de carvalho francês, nas quais se forma o véu de flor (uma camada fina de leveduras) – é o mesmo processo usado em alguns vinhos de Jerez –, que evita a oxidação e agrega complexidade e um um caráter distinto.

Saladas, frutos do mar, peixes e aves brancas.

El Enemigo é o projeto pessoal de Alejandro Vigil, enólogo-chefe de Catena Zapata, em parceria com a historiadora Adrianna Catena, filha mais nova de Nicolás Catena. Os dois se definem como “românticos”, compartilham o respeito pelas tradições e a irreverência necessária para romper com o status quo e, em 2008, decidiram produzir vinhos juntos. Tendo à disposição uma ampla gama dos melhores vinhedos da região de Mendoza, pertencentes à família Catena, Alejandro Vigil selecionou parcelas específicas que pudessem dar origem a vinhos tintos e vinhos brancos com uma personalidade distinta dos talhados por ele em Catena Zapata e sem paridade em toda a Argentina. Os vinhos tintos mostram bastante nervo, taninos abundantes e um caráter deliciosamente selvagem. Os vinhos brancos também são cheios de caráter. Atualmente, a El Enemigo produz cerca de 160.000 garrafas por safra, tendo a uva Cabernet Franc como protagonista, mas também há ótimos exemplares de Bonarda e Chardonnay.