Vinho branco Domaines Ott Clos Mireille Blanc de Blancs - 2016
França
Provence, França

Vinho branco Domaines Ott Clos Mireille Blanc de Blancs – 2016

O vinho branco Clos Mireille Blanc de Blancs, da Provence, combina as uvas Sémillon (70%) e Rolle (30%) de vinhedos cultivados segundo a viticultura orgânica. Intenso no nariz, remete a fruta cítrica cristalizada, manga madura, pêssego e pinhões. Na boca, o ataque é deliciosamente fresco com marcadas notas de fruta cítrica. É um vinho branco muito delicado, com uma uma textura macia graças à maturação do vinho sobre as borras das leveduras.

Harmonizações:
Sopa de peixe, frutos do mar e sushi.
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$418,00
R$385,00

Em até 3x de R$128,33 s/ juros

O vinho branco Clos Mireille Blanc de Blancs, da Provence, combina as uvas Sémillon (70%) e Rolle (30%) de vinhedos cultivados segundo a viticultura orgânica. Intenso no nariz, remete a fruta cítrica cristalizada, manga madura, pêssego e pinhões. Na boca, o ataque é deliciosamente fresco com marcadas notas de fruta cítrica. É um vinho branco muito delicado, com uma uma textura macia graças à maturação do vinho sobre as borras das leveduras.
Mais informações
País: França
Região:
Produtor:
Uva: Rolle e Sémillon
Tipo:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Vinho branco Domaines Ott Clos Mireille Blanc de Blancs - 2016

As uvas são colhidas à mão e seguem uma vinificação tradicional com controle de temperatura. O vinho matura sobre as borras das leveduras para adquirir maior complexidade.

Sopa de peixe, frutos do mar e sushi.

Domaines Ott é a quintessência entre os produtores da Provence. Fundada em 1896, essa casa desde sempre acreditou no potencial dessa região no sul da França, que é ensolarada e banhada pelo Mediterrâneo, para gerar maravilhosos vinhos rosés. “Nós sempre produzimos muito rosé e um pouco de vinho branco e tinto. Durante algum tempo (até início do século 20), estávamos à parte do mercado. Agora, ditamos a moda”, contou Jean-François Ott, membro da quarta geração da família de produtores, em uma reportagem à revista Wine Spectator. Domaines Ott possui três propriedades na Provence: Château de Selle, adquirido em 1912; Clos Mireille, incorporado à vinícola em 1936, e que já pertenceu aos monges beneditinos, e o Château Romassan, que entrou para o portfólio da família Ott em 1956 e onde se elabora um vinho tinto fora do comum na pequena denominação de Bandol. Para dar origem a vinhos realmente excepcionais, a Domaines Ott toma cuidados extras, por exemplo: não utiliza uvas de vinhedos com menos de sete anos de idade, a viticultura é orgânica e a colheita é feita apenas por mulheres, que costumam ser mais detalhistas. Em 2004, a vinícola juntou-se ao grupo de propriedades sob o controle da prestigiada casa de Champagne Louis Roederer, mas a família Ott continua imprimindo seu estilo perfeccionista aos destinos do negócio e, atualmente, os primos Christian e Jean-François Ott estão à frente da Domaines Ott.