Espumante Ferrari Trento Maximum Brut
Itália
Trentino Alto Adige, Itália

Espumante Ferrari Trento Maximum Brut

Ferrari Trento Maximum Brut é um luxuoso espumante italiano produzido pelo método tradicional, conforme os vinhos de Champagne. A uva é a francesa Chardonnay, cultivada nos vinhedos da denominação de Trento, região de Trentino. O resultado é um espumante de alto nível, com perlage fino e duradouro. Seu aroma revela camadas de notas tostadas, de biscoito, maçã e frutas cítricas. Na boca, o espumante Ferrari Maximum Brut tem um toque aveludado, é vibrante e persistente, com sugestões de avelãs e crosta de pão.

Harmonizações:
Carpaccio di branzino (carpaccio de robalo), triglie fritte (trilhas fritas), grigliata di scampi e funghi (grelhado de lagostins e cogumelos frescos), calamari ripieni alla griglia (lulas recheadas com alho, salsinha e pão banhado no azeite extra-virgem), tempura, sushi e sashimi.
JS
92
5 (100%) 1 vote
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$339,00
R$297,00

Em até 3x de R$99,00 s/ juros

Este sofisticado espumante italiano, produzido pelo método tradicional, é perfeito para importantes celebrações.
Mais informações
País: Itália
Produtor:
Uva: Chardonnay
Tipo:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
JS
92
Espumante Ferrari Trento Maximum Brut

A colheita das uvas Chardonnay é manual. A fermentação alcoólica dos vinhos base acontece em cubas de aço inoxidável com controle de temperatura. É realizada fermentação malolática completa. Em seguida, ocorre assemblage dos vinhos e segunda fermentação por meio da adição de licor de tiragem, composto de levedura e açúcar. O vinho permanece na garrafa após a segunda fermentação, durante 36 meses em contato com as borras. Realiza-se o processo de ''remuage'' mecânico por gyropalette e, então, a degola com congelamento do depósito. Adiciona-se o licor de expedição com dosagem final de 9,4g/l de açúcar, o que configura um espumante Brut. Enfim, a garrafa é vedada com a colocação da rolha e do arame de proteção.

Carpaccio di branzino (carpaccio de robalo), triglie fritte (trilhas fritas), grigliata di scampi e funghi (grelhado de lagostins e cogumelos frescos), calamari ripieni alla griglia (lulas recheadas com alho, salsinha e pão banhado no azeite extra-virgem), tempura, sushi e sashimi.

A vinícola Ferrari é uma das estrelas do norte da Itália. Sua história remonta ao início do século XX, com Giulio Ferrari produzindo, em 1902, espumantes em Trentino capazes de desafiar os grandes champagnes. Desde o início, os espumantes da Ferrari são produzidos segundo o método tradicional, com a segunda fermentação na garrafa – tal e qual os champagnes. Graças à qualidade dos espumantes Ferrari, Trentino e a denominação de origem Trento se destacaram como polo desse tipo de vinho. A Ferrari foi pioneira também na produção da uva Chardonnay na região. Em 1952, a Ferrari passou para as mãos Bruno Lunelli, proprietário de uma loja de vinhos no Trento, que manteve o elevado padrão de qualidade da vinícola. Até hoje, a Ferrari pertence à família Lunelli, com a terceira geração no comando dos negócios. Tradição e inovação são duas linhas mestras da gestão dos Lunelli e, ao longo das últimas décadas, eles souberam se reinventar, aumentando as opções do portfólio da casa com vinhos como Ferrari Rosé, Ferrari Perlé e Giulio Ferrari Riserva del Fondatore. Tanto os espumantes clássicos como as novidades da vinícola são considerados no mundo todo como sinônimo de alta qualidade.