Espumante Cava Codorníu Rosado Clasico
Espanha
Penedès, Espanha

Espumante Cava Codorníu Rosado Clasico

É um atraente espumante espanhol com uma bonita cor rosada.
Gustativo Tem perlage fina e constante e mostra aromas de frutas vermelhas e cítricas frescas combinados a nuances de casca de pão. Na boca é fresco e saboroso.

Gostou? Confira mais opções de Espumante em oferta.

Harmonizações:
Como aperitivo ou acompanhando peixes oleosos com arroz, tapas ou peixe frito.
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$89,90
R$69,90

Em até 3x de R$23,30 s/ juros

É um atraente espumante espanhol com uma bonita cor rosada. Gustativo Tem perlage fina e constante e mostra aromas de frutas vermelhas e cítricas frescas combinados a nuances de casca de pão. Na boca é fresco e saboroso. Gostou? Confira mais opções de Espumante em oferta.
Mais informações
País: Espanha
Região:
Produtor:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Espumante Cava Codorníu Rosado Clasico

Cada uma das variedades que entram na mescla deste espumante é colhida em seu ponto ideal de maturação. As uvas passam por maceração durante cerca de 4 horas e o mosto segue para fermentação em cubas de aço inoxidável com controle de temperatura e sob a ação de leveduras selecionadas. É feito o blend e o vinho é engarrafado conforme a cartilha do método de Champagne, com adição de licor de tiragem para estimular a segunda fermentação na garrafa e, assim, a formação das borbulhas. As garrafas são mantidas nas caves durante um período de 9 meses até o dégorgement e dosagem final com licor de expedição para a obtenção do espumante Brut.

Como aperitivo ou acompanhando peixes oleosos com arroz, tapas ou peixe frito.

A Codorníu tem uma particularidade interessante: é a mais longeva empresa familiar da Europa e a 17ª empresa mais antiga do mundo. Conforme registros seculares, que datam de 1551, Jaume Codorníu já possuía vinhedos e produzia vinho em Sant Sadurní d’Anoia em plena Idade Média. Mas foi Josep Raventós, um de seus descendentes que, três centenas de anos mais tarde, sacralizou a marca. Em 1872, ele reproduziu a receita do champagne com as variedades tradicionais da região de Penedès (Xarel-lo, Parellada e Macabeo) e acabou inaugurando uma nova categoria de vinhos da Espanha: os cavas, que é como os espumantes são chamados no país. Até hoje, a Codorníu domina o mercado com seus deliciosos borbulhantes.