Vinho tinto Cobos Bramare Luján de Cuyo Cabernet Sauvignon 2015
Argentina
Mendoza, Argentina

Vinho tinto Cobos Bramare Cabernet Sauvignon Luján de Cuyo

O vinho tinto Cobos Bramare Cabernet Sauvignon Luján de Cuyo é um tinto argentino de alto nível – a pura identidade da uva Cabernet Sauvignon de Luján de Cuyo. Intenso e profundo, possui camadas de aromas, combinando cassis, cereja em compota, ameixa, café e notas de especiarias. Na boca é muito saboroso, com taninos suaves e bem dosados, que contribuem para um final persistente e sedutor. É um dos vinhos tintos que ajudou a projetar a Argentina na elite do vinho mundial, ostentando a assinatura de luxo do enólogo norte-americano Paul Hobbs.

Harmonizações:
Picanha na manteiga de ervas, tagliatelle com ragu de cogumelos e paleta de cordeiro assada.
pontuacao
JS
92
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$439,00
R$389,00

Em até 3x de R$129,67 s/ juros

O vinho tinto Cobos Bramare Cabernet Sauvignon Luján de Cuyo é um tinto argentino de alto nível – a pura identidade da uva Cabernet Sauvignon de Luján de Cuyo. Intenso e profundo, possui camadas de aromas, combinando cassis, cereja em compota, ameixa, café e notas de especiarias. Na boca é muito saboroso, com taninos suaves e bem dosados, que contribuem para um final persistente e sedutor. É um dos vinhos tintos que ajudou a projetar a Argentina na elite do vinho mundial, ostentando a assinatura de luxo do enólogo norte-americano Paul Hobbs.
Mais informações
País: Argentina
Região:
Produtor:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
Safra: 2015
pontuacao
JS
92
Vinho tinto Cobos Bramare Luján de Cuyo Cabernet Sauvignon 2015

As uvas são provenientes de vinhedos situados na subregião de Luján de Cuyo, a cerca de 1.000 metros de altitude. O processo de vinificação segue por gravidade para evitar danos nos bagos. Após a fermentação, o vinho matura ao longo de dezoito meses em barricas novas de carvalho francês (15%) e de carvalho americano (20%) e também em barricas usadas (65%). O Viña Cobos Bramare Luján de Cuyo Cabernet Sauvignon é engarrafado sem ser clarificado nem filtrado para preservar seu caráter autêntico.

Picanha na manteiga de ervas, tagliatelle com ragu de cogumelos e paleta de cordeiro assada.

Viña Cobos é um arrojado e primoroso projeto vitivinícola que ajudou a impulsionar os vinhos argentinos na elite dos tintos e brancos do mundo. À frente está o internacionalmente famoso enólogo norte-americano Paul Hobbs, que desde 1988 se dedica a estudar e testar a peculiaridade dos terroirs de Mendoza – foi nesse ano que ele esteve pela primeira vez na região e se apaixonou perdidamente pela uva Malbec. Ao lado dos enólogos argentinos Andrea Marchiori e Luis Barraud, Paul Hobbs selecionou vinhas em Luján de Cuyo e Vale de Uco para dar origem aos autênticos e incomparáveis vinhos da Viña Cobos. Os vinhedos são submetidos a um cultivo sustentável, que prioriza a produção de uvas saudáveis e a maturação plena, e a vinificação é muito meticulosa, com mínima intervenção. O objetivo é resultar em vinhos elegantes e com o inconfundível caráter de seu território. O primeiro vinho tinto a ser lançado no mercado foi o Cobos Malbec 1999. Desde então, a vinícola vem trilhando uma trajetória bem-sucedida e recheada de reconhecimentos da crítica especializada. Robert Parker, por exemplo, é fã declarado dos exemplares desta casa. Atualmente, o portfólio da Viña Cobos contempla 19 vinhos tintos e brancos distribuídos em quatro linhas: a Cobos é a gama de entrada, com três vinhos de parcelas distintas; a Bramare Vineyard Designate consiste em exemplares de vinhedo único e edição limitada; Bramare Appellation apresenta vinhos com a expressão de Luján de Cuyo e Vale do Uco; Cocodrilo é um corte bordalês à base de Cabernet Sauvignon ,e a Felino oferece vinhos que são a expressão pura de sua variedade de uva.