Vinho tinto Bodega del Fin del Mundo Special Blend Reserva 2011
Argentina
Patagônia, Argentina

Vinho tinto Bodega del Fin del Mundo Special Blend Reserva 2011

O vinho tinto Bodega del Fin del Mundo Special Blend Reserva é um delicioso corte de Malbec, Cabernet Sauvignon e Merlot, da região da Patagônia argentina. Elegante e intenso, exibe aromas de frutas vermelhas, nuances de nozes e especiarias, além de notas de chocolate e tabaco. É um vinho tinto frutado e equilibrado na boca, com uma textura muito sedosa.

Harmonizações:
Ideal para acompanhar carnes vermelhas, carnes de caça, carnes assadas e massas condimentadas.
pontuacao
JS
90
Classifique esse vinho
compre agora e garanta o melhor preço
DE R$474,00
R$419,00

Em até 3x de R$139,67 s/ juros

O vinho tinto Bodega del Fin del Mundo Special Blend Reserva é um delicioso corte de Malbec, Cabernet Sauvignon e Merlot, da região da Patagônia argentina. Elegante e intenso, exibe aromas de frutas vermelhas, nuances de nozes e especiarias, além de notas de chocolate e tabaco. É um vinho tinto frutado e equilibrado na boca, com uma textura muito sedosa.
Mais informações
País: Argentina
Região:
Teor Alcoólico:
Volume da Garrafa:
Temperatura de serviço:
pontuacao
JS
90
Vinho tinto Bodega del Fin del Mundo Special Blend Reserva 2011

Cultivadas em vinhedos próprios, no coração da Patagônia, as uvas Malbec, Cabernet Sauvignon e Merlot são vinificadas separadamente com maceração ao longo de 30 dias. A fermentação malolática é completa e os vinhos de cada variedade maturam em barricas de carvalho francês durante 8 meses. É feito o corte e o vinho resultante passa mais 15 meses nas barricas.

Ideal para acompanhar carnes vermelhas, carnes de caça, carnes assadas e massas condimentadas.

Localizada em San Patricio del Chañar, no coração da Patagônia argentina, a Bodega del Fin del Mundo é um dos projetos vitivinícolas pioneiros na região. Foi concebida no início da década de 1990 por Julio Viola, que percebeu o potencial do território para a produção de vinhos de alta gama, com identidade própria. Diante do clima desértico continental, Julio Viola desenvolveu um sistema inovador para captar a água do Rio Neuquén e utilizá-la na rega dos vinhedos, que somam 870 hectares. A primeira colheita aconteceu em 2002 e, atualmente, a Bodega del Fin del Mundo é reconhecida entre os produtores de elite da Argentina. A adega combina tecnologia de vanguarda e técnicas tradicionais, possuindo cubas de aço inoxidável, tanques de cimento e barricas de carvalho francês e americano para a produção de tintos e brancos de alto nível. Em 2009, a família Viola se associou ao empresário Eduardo Eurnekian com o objetivo de manter o constante aprimoramento dos vinhos da bodega.